Técnicas de respiração na natação: aprenda como melhorar!

Inspirar, expirar, inspirar, expirar… Essa sequência é comum ao ser humano. Só que para se adaptar às piscinas, é preciso usar técnicas de respiração na natação, já que a modalidade exige uma coordenação diferente para garantir fôlego a quem estiver na água.

Mas calma! Se você pretende começar a nadar ou já está nas primeiras aulas, pode ficar tranquilo! Esse aprendizado vai sendo absorvido com o tempo, e quando se der conta, já estará fazendo os movimentos naturalmente.

Para que o nadador mantenha o pique durante o percurso, nós separamos algumas técnicas de respiração para te ajudar nos próximos treinos. Vamos lá, então?!

Como melhorar a respiração na natação: primeiros passos

Para muita gente, manter a respiração quando se está de bruços – que é a posição que os nadadores ficam na maioria dos estilos, chamada decúbito ventral – pode ser difícil. Para quem nunca nadou para valer, até mesmo a imersão do rosto na água pode ser um fator que ainda gera uma certa apreensão.

Mas isso é comum e, claro, possível de superar. Com a prática, a troca de ar vai se tornando natural ao praticante. Ganha-se mais domínio do nariz e da boca, e a pessoa acaba se adaptando a um novo funcionamento da respiração para o ambiente aquático – em que existem mais movimentos voluntários.

Para isso, os primeiros contatos com a água podem ser progressivos. De pouco em pouco, a pessoa vai se habituando. Comece molhando o rosto, depois colocando a face dentro d’água e abrindo os olhos… Daí você vai para exercícios de expiração e segue neste ritmo, até ter o domínio da respiração.

Depois disso, começam a ser ensinadas as primeiras técnicas de respiração na natação, ou seja, aquelas que vão ser realmente usadas durante a travessia na raia. Afinal, de um extremo a outro da piscina, são vários momentos em que é necessário “recarregar”o fôlego.

Por isso, a gente vai conhecer algumas delas agora, para você saber como melhorar a respiração na natação.

Técnicas de respiração na natação mais comuns

Na água, a ordem mais comum é: puxar o ar pela boca, soltar pelo nariz.Se você tiver acostumado a isso, já vai ser um grande passo seu como praticante de atividades aquáticas.

Em muitos treinamentos, a pessoa que está começando tem mais facilidade em fazer a respiração de um lado só: direita ou esquerda. Alguns especialistas dizem que é preciso desafiar o corpo a tentar respirar do outro lado também, aquele que não se está “condicionado”.

Claro que vai ser preciso treino e um trabalho de adaptação, mas isso pode representar mais qualidade no seu desempenho. Fica a dica!

Tem outro ponto que você deve ficar atento para melhorar a respiração na natação: normalmente, a expiração é mais lenta que a inspiração, que dura um tempo bem curto. Preste atenção nisso durante os treinos e tente estender mais esse tempo de expiração, para garantir a qualidade do seu nado.

A gente separou alguns detalhes sobre cada estilo. Acompanhe comigo!

Respiração no nado crawl

O nado crawl – também chamado de nado livre – é muito famoso e praticado nas aulas de natação. Nele, o rosto fica dentro d’água, direcionado para o fundo, e sai de forma alternada às braçadas para as respirações. É preciso, então, girar a cabeça para o lado.

Aí vem a pergunta: como posso melhorar a respiração no nado crawl? Primeiro de tudo é ter precisão nos movimentos. Isso vale para braços, pernas e também cabeça. Assim, o esforço feito na água fica dentro do planejado, e não é preciso dar um ganho depois – ocasionando mais cansaço e necessidade de emergir.

No estilo crawl, quando o nadador consegue fazer uma respiração bilateral (nos dois lados, como a gente comentou antes), ele vai “pegar ar” sempre em um intervalo ímpar de braçadas. Na unilateral, vai ser em um número par: de duas em duas, de quatro em quatro e assim por diante.

Alguma exercícios educativos ajudam a melhorar a respiração no nado crawl, como por exemplo, tentar fazer uma sequência de respirações, mesmo estando parado na piscina. Apenas repetindo a ação de rotação do pescoço para o lado oposto ao braço que está saindo d’água, ganha-se mais precisão na respiração.

Respiração em outros estilos de nado

Nós separamos mais informações sobre a respiração em outros estilos de nado, para que você saiba particularidades deles.

  • Nado borboleta: a respiração frontal precisa ser rápida e o queixo mantido na água. Expiração mais lenta, assim que a cabeça volta a submergir.
  • Nado peito: aqui a respiração é frontal, logo depois que o nadador empurra a água com os braços e assim, consegue-se projetar a cabeça para fora. Isso sem desalinhamento da coluna.
  • Nado costas: a facilidade é que o nariz não fica submerso durante as atividades. Mesmo assim, uma técnica de respiração no nado costas é a de respirar quando o braço estiver no ponto mais alto fora d’água e segurar o ar por quanto tempo for possível. Além disso, dá até para fazer movimentos de rotação com a cabeça, como forma de treinamento.

Exercícios de respiração para natação

Existem vários exercícios de respiração para natação. Nós separamos alguns deles, que são simples e que podem ser feitos até em piscinas menores. Confere aí:

  • Para se adequar ao ritmo de respiração, tente fazer os movimentos de respiração enquanto ainda estiver deslizando.
  • Mantenha os braços junto ao corpo e a cada seis batimentos de perna, faça a respiração.
  • Apoiada na beirada da piscina, em pé mesmo, faça a inspiração mais curta possível e depois, tente esticar o tempo de expiração dentro d’água.
  • Vá mudando a frequência: duas pernadas, uma respiração; depois, quatro pernadas, uma respiração, e assim sucessivamente. Essa é uma forma do corpo associar as necessidades em várias situações diferentes.

Equipamentos para ajudar na respiração

Para natação, o uso dos equipamentos adequados é um aliado para melhorar suas habilidades. Alguns deles já estão inclusos nos planejamentos de exercícios para melhorar a respiração no nado.

A prancha de natação, por exemplo, está em grande parte dos exercícios que trabalham a coordenação entre braçadas, pernadas e respiração. As toucas de natação evitam qualquer desconforto com os cabelos que levem à desconcentração nas séries e assim, uma possível perda de fôlego inesperada.

Até mesmo os óculos de natação podem ser aliados nesse trabalho. É que tendo a visibilidade garantida, o nadador sente mais segurança e tem noção completa das distâncias que está percorrendo. Fica mais simples planejar o ritmo de inspirações e expirações, inclusive para fazer os exercícios de respiração para natação que a gente já comentou.

Respire fundo e vai!

Este texto está terminando, mas nosso compromisso é sempre te auxiliar a conseguir melhorar na natação e aproveitar ainda mais o que essa modalidade tem a oferecer. Se você tem dificuldades com a respiração ou quer melhorá-la, é só colocar tudo em prática nas aulas ou mesmo durante treinos na sua casa ou em algum clube.

A gente ainda tem muito mais informação para te ajudar! Sem contar promoções exclusivas para vários produtos e equipamentos aqui na Medinas. Aproveite para deixar seu e-mail que a gente te avisa sobre todas as novidades.

Boas braçadas!

 

2 comentários em “Técnicas de respiração na natação: aprenda como melhorar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *